Entrevista – Darvin

17 07 2010

Faaaaaaaala mulecada ! Depois de uns meses sem postar aqui, resolvi voltar. Bom, minha banda preferida desses tempos é a banda Darvin, dá pra perceber ne ? ahahahah

A gente conseguiu uma entrevista com eles sobre o Cd novo !

Sem mais delongas:

Rá e André sairam e Victor e Thiago entraram, como está sendo pra eles conciliar a vida e a banda ?

(Vitor)

Bem, por mim é bem tranquilo. Eu trabalho e estudo, mas tenho tempo pra me dedicar aos ensaios e shows, e como música pra mim é, acima de tudo, uma grande diversão, acaba sendo uma grande terapia. Acho que pro Thiagão também é tranquilo, ele é o mais pilhado, sempre na correria, dorme e acorda pensando em coisas relacionadas a banda.

Porque o Rá e o André sairam da banda?E mesmo com a saída deles, eles também fizeram parte das composições?

(Dudi)

Saíram porque, para eles, estava complicado conciliar outros trabalhos com a banda. Não foi nenhuma briga nem nada do tipo. Eles estão bem hoje em dia, fazendo o que curtem, e isso é o que importa. Todas as músicas do disco foram compostas basicamente por Thiago e Vitor, com uma ajuda do Conrado (nosso produtor fonográfico) em duas músicas. Os arranjos são sempre feitos em conjunto, nos ensaios. Todo mundo ajuda a “montar” as músicas, mas são sempre Thiago e Vitor que chegam com o “esqueleto” mais ou menos pronto.

O tempo que vocês pararam de tocar por causa de alguns problemas, influenciaram na rotina de shows?

(Dudi)

Não, as mudanças de integrantes não nos causou problemas. Para a gravação do CD é que tivemos que ter uma pequena pausa nos shows, pois precisávamos nos focar e dedicar todo nosso pouco tempo nas gravações. Mas agora com o lançamento do “Milhões de Alices” já estamos voltando ao normal na rotina de shows.

Mesmo depois da demora do lançamento do disco, os fãs acham que valeu a pena esperar. O que vocês acham dessa reação? E pra vocês, valeu a pena também?

(Darvin)

Pra nós valeu pena demais! Nós não sabíamos o que esperar dos fãs, colocamos toda nossa fé no disco, apostamos em outros caminhos musicais, outros temas, e realmente não sabíamos no que ia dar. Ver que os fãs estão curtindo e se divertindo com nossa música é mais do que um prêmio. Pra nós isso é o mais importante.

Antes do lançamento do CD, havia uma enquete para qual musica viraria clipe, vocês já tem essa musica decidida?

(Darvin)

Temos, mas ainda não podemos revelar!

A gravação original de ‘Pensa em mim’ é de vocês. Na musica ‘Essa eu já vi’ tem alguma indireta as regravações ilegais dela? Se realmente há, ‘Essa eu também ja vi’ tem alguma pra outra música especifica?

(Darvin)

Na verdade, as duas músicas são críticas aos modismos babacas, plagiadores e mainstream em geral. Se o caso das regravações de “pensa em mim” se encaixa nesse contexto, então vale também. Mas não fizemos as músicas especialmente pra esse caso de “pensa em mim” não, nem pra qualquer outra.

Vocês acham que como o Los hermanos ficou com “anna julia”, voces tambem ficaram gravados na memória das pessoas por “pensa em mim” ?

(Darvin)

Com toda sinceridade, e não nos entendam mal, acho que o Darvin tem mais coisas pra mostrar além de “pensa em mim” assim como o Los hermanos tinha pra mostrar além de “anna julia”. Se “pensa em mim” faz as pessoas curtirem a banda e procurar mais coisas, achamos muito foda, lógico, mas não vejo o Darvin como um banda de uma música só. O “Milhões de Alices Pelo Ar”, está ai pra provar isso.

Qual a ‘fonte’ da inspiração e quais são as influencias para as composições do m.a.p.a ?

(Darvin)

Nossa fonte de inspiração no momento é até difícil de classificar. Estamos numa fase da banda em que não existem mais “regras” para escrever, escrevemos sobre tudo o que nos vêm à mente. Quase sempre está ligado a como interagimos com o mundo e como interagimos com nós mesmos. Se uma coisa nos incomoda, escrevemos sobre ela, se uma coisa nos faz feliz, escrevemos sobre ela. É simples. Nossa maior influência é sem dúvida o punk rock americano. Mas existem outras, das mais variadas possíveis, até porque cada integrante escuta muitas bandas diferentes, e no fim a mistura do caldo dá no que vocês puderam ouvir no “Milhões de Alices Pelo Ar”.

A letra de ‘Fa Waka?’ é bem polêmica. A ‘história’ da música é generalizada ou vocês fizeram dedicando à alguém? Fa Waka realmente significa Como vai?

(Darvin)

Essa música não é a respeito de ninguém, mas ao mesmo tempo é a respeito de muita gente. Basta olhar uma pouco mais ao redor, que você vai entender de quem a música está falando. Essa coisa de Fa Waka é com o Thiago! O cara voltou do Suriname falando um monte de palavras que ninguém entende, e agora anda por ai falando holandês! Mandem um e-mail pra ele com suas dúvidas sobre holandês, e outros dialetos falados no Suriname, ele sabe responder tudo!

Queria agradecer a humildade da banda, e o Bernardo Lima que me ajudou a conseguir a entrevista ! Abração a Todos .

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: